mini-logo-levmente

Receba nossos artigos

Aguarde, enviando contato!

Terapia de casal: uma solução para conflitos em relacionamentos

A terapia de casal é um alívio para quem sofre com problemas no casamento, noivado e até namoro. Afinal, muitos relacionamentos de namoro acabam se configurando como uma união estável.

Mas nossa preocupação aqui não é civil e sim de bem-estar, se você convive um bom tempo como seu companheiro ou companheira é porque o ama e quer preservar esse amor, certo?

Terapia de casal: uma solução para conflitos em relacionamentos

Nem sempre o casal sozinho consegue enxergar na relação o problema, já que são os envolvidos. Assim, varrem o problema para debaixo do tapete, uma hora o tapete não terá mais espaço.

O melhor é buscar ajuda e a terapia de casal é a melhor delas, porque é profissional  e baseada em abordagens científicas que contribuem para solução de conflitos.

Neste texto, vamos demonstrar para você como funciona a terapia de casal e como ela pode ser a solução para resolver seus problemas de relacionamento. Acompanhe.

Terapia de casal ou terapia individual?

Eis a questão: terapia de casal ou terapia individual? Essa dúvida surge para muitas pessoas e é comum, porque nem sempre o ideal será uma terapia conjunta, às vezes, a individual basta para restaurar o bem-estar do relacionamento.

Um dos reflexos da quarentena foi o aumento no número de divórcio, segundo dados do Colégio Notarial do Brasil, exibido em reportagem da Época, o número de divórcio cresceu 54% nos três primeiros meses da quarentena.

Então, se você passou por esse período é porque dá para resolver. A restauração do bem-estar do relacionamento deve ser feita quando é algo bom para os dois. Nesse sentido, vamos ver quais as indicações para fazer uma terapia de casal:

5 indicações de que deve fazer terapia de casal

  1. Seu parceiro é o foco da sua infelicidade.
  2. Existe impotência sexual entre os dois (será investigado as causas).
  3. As circunstâncias atuais do relacionamento te fazem sofrer.
  4. Não consegue criar um elo de comunicação saudável com o parceiro(a).
  5. Brigas e desentendimentos constantes.

Com essas 5 indicações mais comuns é possível iniciar uma conversa com psicólogo online para que se avalie corretamente essas indicações e se inicie uma terapia de casal online. Isso porque algumas vezes a terapia individual será suficiente.

Além disso, para que haja a terapia de casal os dois devem estar dispostos a iniciar o tratamento, concorda? Por isso, antes de tomar a decisão de procurar o terapeuta é preciso conversar com seu ou sua parceira e esclarecer como acontece o tratamento.

A seguir, você poderá ver os principais tipos de abordagem da terapia de casal para descobrir como é e, se preciso, passar para o companheiro (a).

Quais os tipos de abordagem da terapia de casal?

A terapia de casal tem diversas abordagens terapêuticas, o psicólogo em uma conversa encontrará a melhor abordagem para sua situação. Por isso, as abordagens a seguir são para que tenha uma ideia do funcionamento do tratamento e não para escolher o seu, ok?

Abordagem estratégica

Essa abordagem de terapia de casal foi elaborada pelo cientista Jay Haley, nela o terapeuta realiza intervenções para resolver o problema, em especial quando há disputa de poder. Um dos objetivos da terapia é que o casal se comporte diferente para terem uma experiência que leve a solução.

O bom dessa abordagem é que ela possui um tempo determinado para conclusão, ou seja, o terapeuta e o casal vão trabalhar juntos para resolver o problema o mais rápido possível. Afinal, o foco é a solução do conflito e não a permanência em sessões.

Nesse sentido o terapeuta busca:

  • uma orientação franca, sem rodeios;
  • identificar problemas como dificuldades de interação;
  • conhecer os problemas de convívio;
  • mudança de padrões de comportamento;
  • focalização do sintoma;
  • resolução do problema.

Abordagem estrutural

A terapia de casal com abordagem estrutural foi elaborada por Salvador Minuchin e busca equilibrar bem as fronteiras dos relacionamentos, ou seja, não deve haver muita rigidez nem uma moleza.

A abordagem foca no presente para mudar a posição dos membros da família ou do casal, modificando as exigências de cada um.

Para isso, o terapeuta busca as seguintes operações estruturais:

  • mudança de padrões;
  • criação de fronteiras claras para o relacionamento, mas não rígidas;
  • identificação do foco de estresse;
  • divisão de tarefas;
  • manipulação do humor;
  • apoio e orientação.

Abordagem Pincus e Dare

Essa terapia de casal busca trabalhar o passado do relacionamento. Busca-se resgatar a história da relação para que os parceiros vejam no outro aquilo que não conseguiram desenvolver em si.

O foco é que o parceiro seja o complemento do outro para criar uma relação que completa as necessidades, anseios e medos que fazem parte da vida a dois.

Abordagem terapia cognitiva comportamental

A terapia de casal cognitiva comportamental busca a mudança de comportamento para que o relacionamento seja tomado por mais ações positivas do que negativas. Para isso, o terapeuta busca apresentar de estratégias de solução de problema.

Essa abordagem também é usada nas terapias individuais e nós a explicamos em detalhes em um outro artigo, se quiser saber mais, leia: Terapia Cognitiva Comportamental Online.

Conclusão

Agora você já viu como a terapia de casal é a solução para conflitos em relacionamentos amorosos que por algum motivo se desgastam e precisam de ajuda para retomar o bem-estar e o amor.

Nesse sentido, as abordagens terapêuticas apresentadas: estratégia, estrutural, Pincus e Dare, cognitiva comportamental e outras que não mencionamos oferecem métodos diferentes para cada situação, mas todas elas buscam a solução.

Então, não perca tempo, dê o primeiro passo para resolver os conflitos em seu relacionamento e marque um atendimento agora mesmo com a nossa psicóloga Mônica:

Clique aqui e marque sua consulta!

Escrito por Maykon em 27 de outubro, 2020
Psicologia Saúde da Mente Bem-estar

Postagens Relacionadas