mini-logo-levmente

Receba nossos artigos

Aguarde, enviando contato!

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

Os temperamentos são marcas em nossa personalidade que influenciam a maneira como lidamos com o mundo à nossa volta, ou seja, como nos comportamos diante das situações diversas, sejam boas ou ruins.

Esse tema está em alta, muita gente tem tratado sobre esse assunto nas redes sociais, em vídeos e artigos. E isso é muito bom, porque quanto mais sabemos sobre nós mesmos, mais podemos aperfeiçoar nossas ações para seguir uma vida melhor.

Por isso, entender qual é o seu temperamento, como ele pode te ajudar a alcançar seus objetivos e melhorar o relacionamento interpessoal com colegas e familiares é essencial para uma vida madura.

Por isso, preparamos, neste texto, um apanhado geral sobre o lugar que o seu temperamento tem na sua vida e como ele é um dos pilares de introdução para uma vida madura. Mas, é claro, antes vamos definir o que são temperamentos. Acompanhe.

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

O que são temperamentos?

Os temperamentos são estruturas da psicologia humana que não mudam. Eles influenciam como se vê o mundo, interage-se com as coisas, em suma, é a forma com que se sente a vida. Parte dessa compreensão é bem antiga e pode-se ver nas obras de Claudio Galeno que viveu na Sicília no século II depois de Cristo.

O tema já aparecia na medicina antiga nos tratados de hipocrática ou Corpus Hippocraticum, aliás, as obras de Galeno se baseiam nestas. Mas isso é teoria demais, vamos ao que interessa: o entendimento de que o humor tem implicações na psicologia humana vem sendo estudado há bastante tempo.

Na compreensão antiga, os elementos da natureza são usados para entendimento dos temperamentos humanos, por isso, a abordagem é sempre sobre os 4 elementos da natureza. Vamos ver.

Os 4 temperamentos

Os quatro temperamentos estão diretamente ligados aos quatro elementos da natureza, eles demonstram de forma compreensível os comportamentos associados a eles. Dessa forma:

  1. água, que tem propriedade fria e úmida, está ligada às pessoas frias;
  2. ar, quente por natureza e úmido, liga-se às pessoas quentes;
  3. fogo, algo quente e seco, associa-se às pessoas mais agitadas e secas;
  4. terra, de propriedade fria e seca, lembra pessoas mais pé chão.

Esses elementos unem-se aos quatro tipos de temperamentos, respectivamente:

  • fleumático.
  • sanguíneo;
  • colérico;
  • melancólico.

Vamos abordar cada um deles a seguir:

Temperamento Fleumático

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

O temperamento fleumático está na pessoa despreocupada de tudo, melhor, quase tudo. Se você não é assim, deve conviver com alguém que não está nem aí para quase nada. Enquanto uns estão super preocupados com algum problema essa pessoa está, como dizem, "de boas."

Outra característica das pessoas fleumáticas é serem frias nas questões emocionais. Em contrapartida, elas conseguem se adaptar bem a qualquer situação, como a água que se adapta ao recipiente que é colocada.

E como tudo tem seu lado negativo, a pessoa fleumática pode ser indiferente, deixando a decisão sempre para os outros, desorganizada, preguiçosa e pode até abafar o entusiasmo dos outros.

Temperamento Sanguíneo

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

O temperamento sanguíneo caracteriza uma pessoa expansiva, aquela que como o ar ocupa bastante espaço. Ela é bem divertida, extrovertida e sociável. Ela precisa de relacionamentos e quer sempre ser notada pelos outros. Você conhece alguém assim, não é?

É amável, generosa e otimista. Um amante da vida: bon-vivant.

Por outro lado, pode ser muito exagerada, impulsiva, não pensar direito antes de tomar decisões. Por isso pode desagradar muitas pessoas à sua volta e desequilibrar o ambiente.

Temperamento Colérico

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

O temperamento colérico é o do fogo, o líder, a pessoa que gosta de tomar a frente das coisas, resolver logo, busca traçar metas e cumprí-las imediatamente. Para ela vale muito aquele ditado: "não deixe pra amanhã o que pode fazer hoje." 

Ela ama o trabalho, tem disciplina e coragem, é proativa e toma decisões sem precisar ser estimulada.

Mas não pisem no calo delas. Pessoas coléricas podem ser impacientes, duras, raivosas e bem vingativas. Cuidado com as coléricas: elas querem sempre ter a razão e podem ser orgulhosas demais.

Temperamento Melancólico

Temperamentos: uma introdução para a vida madura

O temperamento melancólico faz a pessoa ser mais pé no chão, tímida, que gosta de ficar sozinha, analisar bem as situações, pensar muito antes de tomar uma atitude. São boas para analisar e planejar, são pessoas bem humildes e fáceis de lidar.

Mas podem se irritar facilmente, serem ansiosas demais e bem pessimistas. Incomodam-se com o que não é planejado, com a bagunça e podem manipular as pessoas com perversidade.

Por que os temperamentos podem ajudar na maturidade?

Já deu para ver como os temperamentos são importantes para um convívio com o outro, certo? Afinal, sua visão de mundo está bem associada ao seu humor. Porém, o mais importante, na proposta de maturidade, é observar as desvantagens de cada um.

O autoconhecimento na prática permite que você melhore suas relações com o outro e consequentemente seu bem-estar.

Percebeu que estou falando muito sobre relacionamento? Falo deles, porque quando se tem maus relacionamentos, é bem provável que você esteja com algum problema e isso reflita no outro.

Se você conhecer bem os pontos negativos do seu temperamento, poderá evitá-los. E se conhecer os outros, poderá compreender melhor as atitudes de quem convive contigo: ser mais paciente, amável e companheira.

Isso é ser maduro: buscar e alcançar, em certa medida, o aperfeiçoamento emocional.

Exemplos de temperamentos e maturidade

Se entre os temperamentos o seu é melancólico, portanto alguém que se irrita com a desordem, com aquilo que não foi planejado, busque trabalhar a tolerância. Isso fará bem para você, porque nem todo mundo tem o mesmo temperamento que o seu.

Entenda isso. Você é organizada, mas se seu filho é fleumático, ou seja, desorganizado, então é preciso ter mais paciência com ele. Da mesma maneira que ele deve buscar a maturidade desse ponto negativo, em outras palavras, ser mais organizado.

Isso fará um bem enorme para seu bem-estar.

Conclusão

Os temperamentos influem muito em nossa vida, por isso, não podemos ignorá-los. Precisamos conhecê-los para alcançar a maturidade, o equilíbrio. E assim vivermos em harmonia conosco e com o outro.

Mas é claro, para quem é colérico vencer seu ímpeto vingativo pode ser um desafio muito grande, ou para quem é fleumático, pode ser muito complicado deixar de ser preguiçoso, ou para o melancólico vencer a ansiedade em excesso, ou para o sanguíneo, controlar sua impulsividade.

Nesse momento, para quem quer amadurecer e ter uma vida melhor, é preciso buscar ajuda profissional, a ajuda de quem estuda e conhece a psicologia humana, para conquistar o equilíbrio, o bem-estar.

Fale com a psico Monica

Aproveita e conta para a gente nos comentários qual é o seu tipo de temperamento, estamos curiosos.

Escrito por Maykon em 16 de dezembro, 2020
Psicologia Inteligência Emocional Bem-estar

Postagens Relacionadas